top of page

GOOGLE PAGA PARA ENCERRAR PROCESSO E META É MULTADA POR VAZAMENTO DE DADOS

Recentemente a empresa Meta, responsável pelo Facebook, foi multada em R$ 1,46 bilhão pela Comissão de Proteção de Dados da Irlanda em razão do vazamento de dados de 533 milhões de usuários. Dentre os dados vazados estão o nome completo, número de telefone, locais e datas de nascimento. Essa é a terceira multa imposta à Meta apenas neste ano.

Outra big tech, a Google, pagará indenização de US$ 391 milhões para encerrar um processo de privacidade. A empresa começou a ser investigada após ser constatado que as escolhas de privacidade do usuário não eram respeitadas, pois esmo que o usuário opte por não ter as informações gravadas, ainda assim a Google salvava o histórico de localização e atividades na web.

A multa é apenas uma das sanções que pode ser aplicada caso a empresa não observe a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), no Brasil existem outras sanções como o bloqueio ou eliminação dos dados pessoais, multa baseada em um percentual do faturamento ou até mesmo a publicização.

Como foi dito no artigo anterior, a previsão é que a partir de janeiro/2023 a ANPD comece as fiscalizações e, ao se deparar com uma empresa que não esteja adequada à Lei Geral de Proteção de Dados, aplicará uma das sanções dispostas na legislação.

Se a sua empresa ainda não está adequada à LGPD ou se você tem dúvidas em relação implementação de uma governança voltada para a adequação à LGPD, o escritório Ribeiro Lourenço Advogados possui uma equipe de profissionais especializados e prontos para lhe atender, entre em contato conosco.

4 visualizações0 comentário
bottom of page